CPTM RFSA mrs refer

Sindicato dos Ferroviários de São Paulo




Sindicato


repudia projeto da terceirização

 

O Sindicato dos Ferroviários de São Paulo assim a central a qual integra, a União Geral dos Trabalhadores (UGT), se coloca contra o Projeto de Lei 4330, que libera a terceirização de forma ampla e irrestrita, prejudicando milhões de trabalhadores e trabalhadoras de vários setores.

O Sindicato considera um grande risco para a classe trabalhadora a aprovação deste PL que beneficia os empregadores mas “acaba” com as categorias.

É necessário, sim, regulamentar os direitos dos mais de 12 milhões de trabalhadores terceirizados, mas não concorda com o texto que está sendo discutido na Câmara dos Deputados, em Brasília pois permitido a terceirização em todas as áreas, inclusive na atividade fim.

Pontos negativos da terceirização A proposta permite que qualquer atividade de uma empresa possa ser terceirizada, Os terceirizados trabalham três horas a mais por semana que os demais A rotatividade é maior Impede a geração de novas vagas As empresas fecham e não pagam verbas rescisórias aos trabalhadores É um desmonte dos direitos trabalhistas, um grande retrocesso desde 1966.

Endereço da Sede: Praça Alfredo Issa, 48, 19º e 20º andares, Santa Efigênia, São Paulo - SP Telefone: (11) 3328-6088

© Sindicato dos Trabalhadores em empresas Ferroviárias de São Paulo - Desenvolvido por André Martins